Crônica: Sufoco

13:17


Estou simplesmente morrendo aos poucos, sendo sufocada por algo que não encontro palavras para descrever. Estou engasgada de palavras não ditas. Me sinto mergulhada em um mar de saudade e meu folego já esta acabando, mas não é falta de ar, pois ele já não é tão importante quanto você. Me sinto cheia de verdades não ditas. O problema é que estou afundando cada vez mais em um poço de angústias e decepções, e não tenho mais para onde fugir. Mas é isso o que eu queria, fugir. Para um lugar distante, diferente, longe daqui. Mas a verdade nua e crua, é que onde quer que eu vá, sempre haverá um momento eu que olharei para o nada, e me lembrarei de tudo.

Posts relacionados

0 comentários