Crônica: A mesma história

21:26

Tumblr_mhj309cac01qirhcwo1_500_large

Trocas de olhares intencionais e sorrisos bobos. Conversas jogadas fors, risadas sem motivos e madrugadas ouvindo aquela voz. Sentimentos inesperados, gestos inusitados e surpresas agradáveis. Declarações, presentes, gestos de carinho e apelidos melosos. Tempo perdido, palavras ditas da boca pra fora, erros repetitivos e surpresas que nem surpreendem mais tanto assim. Decepções, choro, o fim.

Parece que é a história de muitos por aí, parece até que toda história de amor é igual. Tudo é lindo e colorido, depois a ilusão acontece e aí você tem a decepção. Os "para sempre" que só duram dois meses e toda aquelas certezas e planos para o futuro tendo que serem jogados no lixo outra vez. E o pior é que tudo é repetitivo. A gente nunca aprende e nem os erros mudam. É sempre a mesma coisa, mas nunca perde a graça.

Se decepcionar, desistir do amor, encontrar a luz que faltava na sua vida no brilho dos olhos de alguém e começar tudo de novo.

E são todos muito iguais, mas ao mesmo tempo muito diferentes. Aquele que parece que combinava com você em tudo, o que era oposto a tudo que você imaginou, o que cantava, aquele que estudava, o outro que te fazia rir. Cada um do seu jeito, mas no fim da no mesmo efeito. 
Até chegar aquele que faz igual a todos os outros, mas te faz se sentir diferente de todas as outras vezes e muda o rumo da história tirando o ponto final e colocando um felizes para sempre. Até que a morte separe, ou o juiz. 


Posts relacionados

0 comentários