Crônica: A Carta da Noiva

12:39



Foi um momento inesperado para todos, creio que as pessoas pensavam as piores coisas possíveis a meu respeito. Mas acredite eu tentei, porém o medo invadiu-me por completa, restando assim a pior hora para fazer minha declaração.

Pedi desculpas a ele, mas tive que negar seu pedido. O padre ficou mudo por um instante, como todos ao redor. Saí dali imediatamente, era terrível ter tantos olhares me fuzilando e julgando, mas foi melhor assim. Mas enquanto eu saía da igreja aquele vestido branco chamativo só me lembrava do seu rosto surpreso, sem entender ao certo o que estava acontecendo. Ele demoraria muito para entender e perdoar minha decisão, ou talvez ele nunca entenderia ou mesmo perdoaria... 

Ao chegar em casa peguei um envelope anteriormente separado e enviei o pacote para o endereço dele. O envelope continha um cheque pagando meus prejuízos materiais que causei ao casamento e uma carta tentando ao menos amenizar os prejuízos emocionais que causei. Enviei o envelope, mas quando saí para viajar a fim de abafar o escândalo a dor retornou, por mais que soubesse o quanto era errado casar com alguém que eu não amava as palavras da carta voltavam novamente, e o céu cinzento derramava lágrimas... juntamente comigo.


Posts relacionados

0 comentários