Crônica: Cansei de ser o teu palhaço

19:59


“Não adianta implorar pra ninguém ficar, e é por isso que tu foi. Fica só quem quer, chega de ir e vir. Talvez essa seja a resposta pras minhas orações: deixar você ir. Chega de você, chega de sofrer, chega de chorar. Não quero mais notícias tuas, não quero sms, não quero te ver, não quero te ouvir. Só quero te esquecer, te superar, nos superar, voltar a viver, voltar a existir sem você. Por isso te bloqueei da minha mente, não quero mais. Meu amor não acaba fácil, mas chega de ser idiota, chega de viver e morrer por amor, chega de morrer todos os dias por alguém que sequer te merece. Cada dia a mais é algo a menos, e hoje não tô sentindo tua falta como senti ontem, e amanhã vou sentir menos ainda, e assim vai. Assim eu continuo vivendo. Não é mais ‘boa sorte sem mim’, ‘até qualquer dia’ ou o caralho a quatro. Faz o que tu quiser. Se tu me amasse mesmo teria me escolhido, teria dado chance, teria ficado sem eu precisar implorar. Se me amasse tu teria ficado sem eu te pressionar, Teria ficado sem eu pedir milhões de vezes. É isso, tu sabe, meu amor continua vivo, a unica coisa que mudou foi que… Cansei de ser o teu palhaço. Tua marionete. Não me importo mais. Faça o que quiser com a tua vida, sofra, sorria, sei lá. Aquela parte de mim que se importava contigo já não existe mais. Se ao menos um a que tu me disse tivesse sido verdade, tu teria voltado, já teria me chamado. Ser verdadeiro não é voltar, mas ficar, sem nunca ter ido. Eu sou verdadeiro, só parei de ser imbecil, eu realmente cansei. Aprendi a viver sem você e porra, to amando isso. Você não vale a pena, mas boa procura, só saiba que vai perder teu tempo. O que tu procura só existe em mim, mas… Manda ver, se for pra ser, você sabe, daqui uns anos a gente se tromba por ai.”

— Alexandre Bernini 


Posts relacionados

0 comentários