Poema: Olhos tomados de enigmas

21:15

Explica-me como tudo isso aconteceu?
Por favor
Minha cabeça está latejando
Enquanto eu busco desesperadamente por uma resposta
Por favor
Responda-me com urgência
Antes que eu definhe

Como um estranho entrou na minha vida assim?
Era apenas um garoto qualquer
Com um olhar enigmático que me cativou
Eu olhava para os outros
E apesar das suas diferenças
Eles eram iguais aos meu olhos...
Vidas comuns demais
Sem nada que me interessa-se.

Mas ele não
Eu podia saber o que se passava na cabeça dos outros
Mas na dele não
Lutei e relutei
Para deduzir ao menos uma vez o que você pensava no momento
Mas isto era impossível para mim.

O único momento que eu o compreendia
Era quando ele fechava os olhos
E sentia a música no fone de ouvido
E aquilo me deixava ainda mais curiosa
Queria saber o que ele estava escutando.

Eu gosto de pessoas que sabem apreciar a música
Sem precisar dançar
E ele sem dúvida sabia fazer isso
Deixando-me cada vez mais interessada pelo seu mundo.

Eu acho um tanto estranho seu comportamento
Nunca vi ele dirigir a palavra a ninguém
Jamais escutei a sua voz
Mas aqueles olhos
Ah, aqueles olhos.
Não eram com do céu
Eram cor de terra clara
Mas nem por isso deixava de ter seu encanto.

Quando ele me olhava
Eu parecia estar sob efeito de alguma magia
Que simplesmente fluía daquele olhar arrebatador.

Levanto-me da cama
E coloco novamente meus óculos
Recolo-me meus pensamentos no lugar
Mais um dos meus loucos devaneios
Jamais conseguirei me aproximar de alguém que não sei nenhuma informação
Além do seu olhar que perdia o enigma quando me olhava
Porém só os olhos me acompanhavam
O resto do corpo permanecia imóvel
E sempre fui orgulhosa demais para correr atrás de alguém.

Encerro por aqui esse louco romance
Que consome minha mente noite e dia
Ao imaginar o toque dos seus lábios nos meus
Pois a loucura já tomou muito
Do meu pouco juízo
Porém permaneço com esta parte da minha mente
Que em segredo deseja
Que contes teu mistério ao pé do meu ouvido
Deixando-me arrepiada
Em voz baixa e calma.




Posts relacionados

0 comentários