Crônica: Querido diário... O que é felicidade?

15:46


Hoje na aula foi estranho, tudo estava bem (na medida do possível) na aula de português, até que a professora deu um berro: "Vocês reclamam demais!", okay, todos ficamos sem entender, "Vocês ficam aí, deprimidos, sem coragem nem pra responder as perguntas que lhes faço, vocês são jovens tem que aproveitar enquanto podem... Me pergunto as vezes o que é felicidade pra vocês..." foi aí que a sala, os alunos, a professora, senti até os pássaros ficarem calados. Após alguns longos minutos o silencio foi quebrado "Tive uma ideia!" a professora disse "Todos vocês, sem exceção alguma, terão que fazer uma redação, uma redação sobre o que é felicidade pra vocês, e pra não deixar ninguém de fora essa redação irá valer uma nota, e é para agora..."

Salvos pelo gongo o sinal tocou, mas aqui estou eu, em um quarto vazio, somente com meus pensamentos, pensando "O que seria a felicidade?" tenho apenas algumas horas para fazer uma redação... Uma redação que, apesar de ser aparentemente fácil de fazer está me consumindo por dentro...

E aqui diário que eu lhe faço essa pergunta o que faz uma adolescente feliz? Pensei em algumas respostas, um celular, dinheiro, popularidade, notas altas, amigos... Mas nada disso me faz sorrir só em pensar não me faz desejar mais do que o normal

Talvez diário, o segredo esteja nas coisas pequenas, como quando minha mãe compra algo só porque eu disse que era bonitinho e ela quis me fazer uma surpresa, como quando eu estou chorando e alguém canta uma canção besta da Xuxa só pra me ver rir, o quando estou andando sem rumo e alguém vem pra me tirar do meu mundinho e prova que sempre estará comigo, ou quando eu posso realmente confiar em alguém pra desabafar sem pensar em "nossa, eu posso confiar nessa pessoa?", ou quando eu posso comer sem me preocupar em estar goda, ou quando posso ser idiota a vontade sem sentir remorso por isso, quando eu vejo minha mãe feliz, quando vejo meu pai falando animado sobre algo, quando minhas irmãs compartilham coisas comigo, ou quando posso escutar uma musica ou ler um livro e chorar ou rir sem me importar com nada...

Bem, acho que toda a felicidade é pequena, mas vale um bocado...

Com amor e espero que felicidade.


Posts relacionados

0 comentários