Crônica: Você é o meu Anjo

22:17


Um passeio na praia parecia perfeito para aliviar a dor da saudade, e me permitir pensar em tudo. Sabe Anjo, estar longe de você tem me matado pouco a pouco. Sinto falta do seu abraço, todos os dias, acredite. A cada minuto que passa, eu desejo mais e mais poder segurar tua mão pra não soltar nunca mais. Queria poder só estar perto de você. Afundar a cabeça no teu peito e sentir o teu cheiro. ­Voltar atrás, e pedir desculpas por todos os meus erros. Olhar nos teus olhos, e dizer o que eu sinto. Mas agora é impossível, e a distância que nos separa é apenas um modo de dizer que é tarde demais. Que não temos mais tempo. Falando na distância… Eu estou com medo de que ela faça você me esquecer. De que eu o perca mais do que já perdi. Por favor, Anjo, não deixe-a fazer isso… Lembra-se daquelas músicas que você me pedia pra ouvir? E todos os filmes e vídeos você me pedia pra ver? Eu me pego ouvindo e vendo tudo de novo, como se no dia seguinte pudesse encontrar com você e falar sobre o vídeo, ou ouvir a música com você. Mas não posso. Não posso porque existem 2507 km impedindo-me de te encontrar. Você se lembra dos nossos domingos juntos? Ficava contando os minutos pra poder te encontrar, mesmo que fosse só pra te ver de longe. E.. Posso contar um segredo, Anjo? É divertido ter aquelas discussões bobas com você, mas brigar de verdade contigo, dói. São tantas coisas a dizer ainda. Tantos desabafos, confissões, desejos. Tanta saudade. Não… É mais que isso. É uma necessidade. Mais do que te quer comigo. Eu simplesmente preciso. Preciso de você, Anjo. Do seu cheiro. Do seu abraço. Da sua mão na minha. Preciso descobrir como por a saudade num potinho, e trancar longe de mim. Porque você é o meu Anjo.


Posts relacionados

0 comentários