Poema: Memórias

14:27

O passado de corrupção
Surge na memória
E ao vermos a história
Ficaremos em tamanha indignação

O presente?
Não é marcado só em sala de aula
Onde são poucos
Os que recebem uma educação decente
Mas é marcado nas ruas
Onde a violência atinge o inocente

E com sede iremos
Nas águas da igualdade
O nosso futuro vamos regar

As sementes da posterioridade




Posts relacionados

0 comentários