Príncipes, princesas... E as irmãs feias.

15:43

   Sentada nessa cadeira, olhando a chuva cair a única coisa que eu posso imaginar é: como minha vida mudou da água pro vinho em tão pouco tempo? Como eu consegui ficar assim, nesse estado, por causa de alguém? A chuva continua e minhas lagrimas desem, elas descem como nunca desceram antes, meus soluços se tornam mais altos, como se eu clamasse por ajuda, por afeto... É como se tivessem enfiado uma estaca no meu peito, lá no fundo, tão profundo quanto a parte mais funda de um oceano tão profundo que ninguém chega perto... Eu tenho que parar com essa minha mania de contos de fadas, nem todo mundo está destinada a um príncipe, nem todas tem uma fada madrinha, alguém sempre estará om ela e sempre a irá coloca-la pra cima, algumas tem que ser uma das irmãs feias e essa sou eu. E sempre vou ser...


Posts relacionados

0 comentários