Resenha: Teorema Katherine

13:00

Compre Teorema Katherine há uns dois meses junto com A Culpa É Das Estrelas, que me fez chorar bastante. Surpreendentemente TK conseguiu me arrancar gargalhadas e eu fiquei impressionada como o mesmo autor pode fazer livros tão bons que causam emoções tão distintas. John, você é O Cara. Não que os livros dele sejam os melhores do mundo, geniais ou algo sagrado, mas são de certa forma especiais porque além de serem gostosos de ler, eles te fazem refletir sobre algumas coisas, pelo menos eu fico pensando. Algo que eu também observei em comum nesses dois livros foi o quanto ele fala sobre essa questão de ser "importante" ou "jamais ser esquecido", e nos dois casos os personagens chegam a conclusão de que isso não é tão fundamental assim, o que garante que daqui a mil anos se lembrarão de todas as pessoas que parecem importantes na história atualmente? Nada. Mas isso não significa que eles foram, ou nós somos nada. Apenas é natural ser esquecido, ou esquecer. 


Os pais de Colin Singleton estavam bastante preocupados com o filho, que sofria com o décimo nono termino de namoro de sua vida. O décimo nono termino em que ele levava um pé na bunda, coincidentemente, de uma Katherine. Não Catherines, nem Kathins, apenas K-A-T-H-E-R-I-N-E-S. Era o tipo dele. Para superar mais esse trauma, Colin decide fazer uma viagem de carro sem destino certo com o seu melhor amigo dirigindo o Rabecão do Satã, mas algo entre a Grande Guerra e o "buraco em seu peito" o faz parar em uma pequena cidade chamada Gutshot. Nela Colin descobre que pelo menos alguém no mundo sabia quem era o grande ex-criança prodígio mestre em anagramas. E, de repente, a viagem de carro se transforma em um trabalho, um ambiente totalmente novo e em um teorema com a promessa de calcular a probabilidade de cada relacionamento dar ou não certo, que também pode esclarecer definitivamente o conceito entre Terminantes e Terminados. No fundo tudo que Colin quer é reconquistar sua garota, além de ser importante, é claro, mas talvez as coisas não terminem bem do jeito que ele planeja.


Páginas: 304
Autor: John Green
Onde comprar: Saraiva

Realmente um bom livro, vale a pena ler e se encantar com os personagens. Confesso que eu não consegui ler a última parte que é opcional e só tem matemática (ninguém merece), mas tirando isso eu amei Teorema Katherine do começo ao fim < 3


Posts relacionados

0 comentários