O nome dela era Luana: "Eu mando mensagem pra avisar..."

23:33


O dia passou bem mais rápido do que eu gostaria, apesar de ter sido maravilhoso. Ela ficava mais linda de biquíni de perto do que na minha imaginação, e tudo que eu queria era poder gastar todos os minutos do meu dia dando atenção pra ela. Eu estava totalmente absorto nas minhas lembranças e quando dei por mim, ela já estava se arrumando.

O vestido da noite era um roxo meio brilhante. A maquiagem pesada, porém impecável. Sem acessórios, apenas a bolsinha da mesma cor do vestido. Salto alto preto. Cabelo solto. As enormes unhas, pretas. Ela estava deslumbrante, pra variar, e meu coração ficava apertado só de imaginar quem seria o sortudo da noite - era sábado, ela não voltaria sozinha... Aos domingos, talvez. Mas aos sábados? Não a Luana que eu conheço.

22h em ponto, ela tocou a campainha e entramos no carro. Foi doloroso deixa-la lá, imaginando que tipo de cara dançaria com ela a noite toda, apenas com o intuito de leva-la pra cama e esquecer o nome dela na manhã seguinte. Mas a minha função como vizinho-melhor-amigo era essa.

Antes das 22h40 eu já estava de volta em casa, deitado na minha cama, inutilmente tentando dormir. Eu sabia que não conseguiria pregar os olhos enquanto ela não chegasse.

23h... Ela é tão bonita.
00h00... E tão confusa...
01h... Será que estava tudo bem? Será que não tinha ninguém tentando se aproveitar?
02h... Essa garota me tem nas mãos de um jeito que eu nem acredito.
03h....Ela roubou meus olhares secretamente por dois anos, e em dois meses vira minha vida de cabeça pra baixo. Quem diria, estar tão próximo dela...
03h45, chegou a mensagem que involuntariamente me tirou um sorriso de alívio e profunda paixão. Eu sou tão panaca, e ela sabe usar isso a seu favor.

 "Chego em 15 minutos. Sozinha. Chave reserva no lugar de sempre, se você tiver interesse."
Ah, essa garota me enlouquece...


E o nome dela era Luana




Posts relacionados

0 comentários