Crônica: Tá tudo fora do lugar

19:17


Tá tudo fora do lugar. Não restou nada dos Bons Tempos além de lembranças. Sabe quando você olha em volta da sua vida e vê tudo bagunçado? Pior: Sabe quando você vê a vida das pessoas ao seu redor bagunçada também e isso te destrói mais ainda? É, a vida gosta de brincar com a gente, ao que parece. As ironias do destino são suas piadas, sempre tem aquela parte engraçada, mas às vezes são mais trágicas que cômicas. Ninguém imaginaria que as coisa tomariam esse rumo. Nem que estaríamos tão sem rumo. 

Faz alguns meses desde que a felicidade foi se esvaindo das nossas vidas, cronologicamente, claro. Na verdade parece que foi há um bilhão de anos. Porque ficar apenas recordando por fotos os nossos sorrisos fortifica a nostalgia, e tanta coisa mudou que o espaço de tempo aparentemente deveria ser bem maior. Antigamente, aquela época, ah, era um paraíso. Não digo que as coisas eram perfeitas, porque não eram e nem deveriam ser. Mas nós vivemos de verdade, deixamos história para contar. Riamos, chorávamos, sofríamos, lutávamos. E era tudo verdadeiro. Nós éramos felizes de verdade, independente das variações de alegria e tristeza normais da vida, tudo acabava bem no final. Mas nem sempre as boas histórias tem aquele famoso "felizes para sempre", até porque estamos falando de vida real. 

Quem diria que seria assim? A vida desse jeito tão mudada com tudo tão trocado, seria hilário se não fosse nefasto. É, eu tinha planos bem diferentes sobre o futuro. Ideias extremamente otimistas. Porém é sempre assim, a gente imagina e fantasia demais sobre o amanhã e acaba sendo tudo diferente. Acho que todo mundo idealizou uma adolescência perfeita e anos depois, quando a época chegou, percebeu que a vida é uma grande merda e nenhum dos planos feitos tornaram-se verdade. Pelo menos com a grande maioria (azarada) do mundo é assim. A adolescência deve servir só para foder a gente mesmo. É escola, planos, coração, amizades, mudanças. E a situação fica ainda pior quando você finalmente passa por um período bom, cheio de expectativas legais, e logo depois declina. Mas eu estou reclamando de quê, afinal? A vida é assim mesmo, não é? É o que dizem.

Deixei meus sorrisos perdidos em algum lugar no passado. Talvez quando tudo começou a desmoronar. E todo mundo que eu amava começou a desmoronar ao mesmo tempo também. Malditos anos pares. Mais do que sorrisos esquecidos, eu também estou perdida. Não consigo me encaixar neste mundo ou colocar as coisas no lugar. Tá tudo bagunçado. Nem tenho perspectiva de melhora. Ninguém tem. O que fazer quando se perde até mesmo a esperança? Sentar e esperar a "roda-gigante da vida" nos levar de volta para o topo? Se for isso, por favor que não demore: estou cansando de esperar.

Posts relacionados

0 comentários