Valesca, A pensadora

12:49


Bom, a polêmica sobre a questão de prova que dava a funkeira Valeska Popozuda não é mais novidade pra ninguém (inclusive era pra ter escrito esse texto há um bom tempo... Falha minha!), mas não por isso não pode ser mais uma vez comentada. Quando a questão foi elaborada, centenas e milhares caíram em cima do pobre do professor, e da própria cantora, com trocentas críticas e textos pseudointelectuais reprovando a situação. Quando falo "pseudointelectuais", me refiro aos sábios do facebook, que trocam "mas" por "mais" e acham que estão sempre cobertos de razão. Bom, o lindo, perfeito, magnânimo, admirável e levemente observável  do meu inteligente professor de sociologia escreveu um textinho (que vai entrar nesse post sim, com a permissão dele, inclusive) sobre o assunto que faz qualquer energúmeno pensar sobre a situação com outro olhar. Acontece que, o problema desses sábios do facebook, é que são absurdamente guiados por um único senso, leem o que um desocupado de vidinha boa diz, e aceitam aquilo como única verdade. E é aí que está o grande erro. Antes de compartilhar com vocês o texto do Professor, vale lembrar que em seu único pronunciamento sobre o assunto, Valesca foi direta e humilde, disse que ainda não merecia o título de pensadora contemporânea, mas que se esforçaria para quem sabe um dia, merecê-lo realmente. Sem mais delongas, o texto que vai passar pra vocês outro lado da história - com o qual concordo, de maneira meio abreviada, afinal, foi um texto feito para acabar com os mimimis no face, mesmo merecendo ser mais do que isso.


"Sobre o fato de Valeska Popozuda ser questão de prova... vou falar logo abertamente o que penso: 

no dia que vcs passarem a frequentar "bairros periféricos" (o funk carioca nasceu na periferia, sabiam?) e entenderem o quanto essa mulher incentiva as mulheres a libertarem-se da "dominação masculina" entenderão a ideia de "pensadora". é que no geral...o pessoal acredita que só as letras de chico buarque fazem pensar...quando na realidade nem de longe é isso. Valeska significa muito para mulheres oprimidas pelo machismo, pq nas letras dela a mulher passa de objeto sexual e da sociedade para impositora de suas vontades e desejos... mas claro que pessoas que se preocupam com métrica de letras e melodias da MPB não vão perceber isso....a razão? pq nunca procuraram saber como se constrói a personalidade nos bairros periféricos, mantiveram-se sempre nos padrões da elite e da classe média. E a próxima pessoa a fazer prova citando Valeska serei eu! É muito bom ver a soberba da classe média dizendo que só a música que vem do seu seio faz pensar. Bjo no ombro de todos vcs. O nome disso é recalque...e não na teoria psicanalítica, na teoria da Valeska mesmo.
Keep calm e deixa de recalque, galera!"

- Professor David Rêgo




Posts relacionados

0 comentários