Crônica: Amor na teoria

14:02


Tudo o que eu sei sobre o amor é teoria. Posso escrever sobre ele, descrevê-lo em detalhes, brincar com o tema, mas nada passaria de informações retiradas de estudos e experiências alheias. Há uma infinidade de músicas e textos sobre o assunto, até eu estou aqui falando sobre o amor, de novo, mesmo não tendo como base nada próprio. É claro que eu sei amar, mas são tipos diferentes de amor. Não é aquela satisfação que você sente fazendo algo que gosta, nem alegria de estar perto de um amigo ou parente querido. Falo da sensação de perder o chão e a razão só de ver aquela pessoa, porque ela é A Pessoa, e então entrar junto com ela numa montanha-russa de emoções que, se tudo der certo, acaba num mar calmo de paz e prazer. 

Apesar de teoricamente serem apenas isso, sei que a paixão vai além de hormônios como a dopamina, aquela que causa esse tão conhecido sentimento turbulento, e que o amor é muito mais que a ocitocina, responsável por "desenvolver apego e empatia entre pessoas, mas que também produz medo do desconhecido". Só não sei até que ponto vai tudo isso, se eu jamais pude sentir de verdade, nem sei quando finalmente poderei saber. Já passei por alarmes falsos e ilusões, mas nada além. Diria que espero estar preparada quando chegar a hora, mas dizem não existe preparação para isso. Não há hora certa, pessoa definida, manual, ou escolha. É algo tão imprevisível quanto natural. 

Creio que conhecer o amor seja como compreender perfeitamente aquela música favorita. Você pode analisar a letra, interpretar os versos, mas só será capaz de entender realmente o sentido da música se estiver se sentido da mesma forma que o cantor estava ao compô-la. E é tão bom quando isso acontece. O engraçado é que na lógica do amor, se é que há alguma lógica, você ama de verdade quando toda a teoria deixa de fazer sentido. Tudo é tão confuso e parece tão compreensível ao mesmo tempo. Mas por mais que todos digam que é ruim, que dói e faz sofrer, ninguém se arrepende de pôr em prática a teoria que fica esquecida. Bom, pelo menos é o que dizem. 

O primeiro link leva a um texto muito show da Super sobre o amor, e o segundo a mais textos sobre amor do blog < 3 Tô colocando novamente porque eu realmente acho que eles mereciam ser visitados.

Posts relacionados

0 comentários