Como sobreviver ao dia dos namorados

13:19


Não, este post não é um guia de auto-ajuda. Nem vou ficar chorando aqui e reclamando sobre estar sozinha no dia dos namorados, pode continuar lendo sem medo. Não sou chata assim, tá. Eu acho.

É que essa semana eu tava pensando sobre a data. Seria muito mimimi da minha parte se eu dissesse que acho idiota? (você vai dizer que eu acho idiota só porque tô solteira, e não é por isso, ok?) Tá, não é idiota, mas realmente não passa de uma data comercial. Não tem pra quê tanta comoção, nem tem pra quê este post. É só um dia criado pelo comercio pra fazer milhares de pessoas gastarem suas economias comprando algo com todo amor e carinho (ou não aushuahs) para agradar aquela pessoa que elas acham que merece. Só observar: no resto do mundo a data cai em fevereiro, no Brasil é em junho para aquecer as vendas nesse período. Alguém aí já foi ao shopping no dia? Dois anos atrás tive que ir ao principal shopping daqui com meu pai comprar uma coisa que ele tava precisando justo no dia 12/06. No começo nenhum dos dois lembrava, e eu estranhei o shopping cheio de casais, tudo só fez sentido quando vi a data. O casal vai ao shopping todo fim de semana, dai quando é o dia dos namorados para onde eles vão? Shopping. Quanta criatividade hem. E eu tenho apenas pena desses caras que se acabam para comprar um presente caro pra garota e ela termina com ele uma semana depois.

Para premiar 2014, como se não bastasse dia 12 ser dia dos namorados, é a abertura da Copa do Mundo também, maravilha né? Ô. Pelo menos é o incio do meu recesso escolar, o que é um motivo válido para eu me importa com o dia, já que dormir > qualquer outra coisa. Quando eu acordei hoje de manhã tinha até esquecido dos outros eventos do dia. Até porque acordei com ódio de 5:30 da manhã porque esqueci de desligar o despertador.

Falando em Copa do Mundo eu tô torcendo pro Brasil só porque quanto mais longe ele for, mais jogos terão = mais feriados pra mim. Além disso adoro assistir os jogos em casa de parente, pois sempre rola comida, claro. Mas graças a Deus esse evento jájá vai passar porque assim né, já deu.
Enfim, se você tem alguém, termine de ler este post, crie vergonha e vá dar atenção à pessoa. Não porque hoje é dia dos namorado, mas porque em qualquer dia você deveria fazer isso. Se você só tem chocolate por hoje (e nos outros dias também), bem-vindo ao clube. E se você tá solteiro, mas vai aproveitar hoje ao invés de ficar reclamando porque tá só, bom, só queria dizer que você tá fazendo a coisa certa. Não tem motivo pra ficar compartilhando no Facebook aquelas frases se garantindo que tá bem sozinho que servem mais para se convencer do que aos outros. É a vida.

Não te ajudei em nada com esse texto, nem tinha essa intenção. Só queria falar mesmo, obrigada por me ouvir (no caso, ler). Mas se você ainda está procurando um guia de auto-ajuda, pesquise a frase do título do post no Google e boa sorte aí na vida.

Só para deixar claro, eu não sou contra o dia dos namorados. Se estivesse namorado ia querer presente sim porque, afinal, quem não gosta de presentes? Sem hipocrisia né. Acho até aturável a melosidade extrema no Instagram e em outras redes sociais (mentira). Só tô fazendo mimimi de gente solteira uahsuahushauh

Para compensar ter tomado seu tempo, trouxe alguns vídeos (pra tomar mais tempo): 



<PC em: Propaganda Para Aquela Cerveja Lá> Pois é PC, a gente tem que dar presente nessas datas por pressão social. Eu mal tenho dinheiro pra mim, magina para os outros. Se eu não der presente pra minha mãe ela não pode terminar comigo, claro que não, mas pode passar o resto do ano reclamando, o que é bem pior. E se você se acha azarado por não estar namorando no dia dos namorados, bom, pense em quem não comemora coisa tipo dia dos pais... tá, parei com o apelo emocional.


Faltou o típico casal de rede social, cujo namoro é todo narrado na internet durante a única semana que dura. Aiai o amor. 


RISOS

Posts relacionados

0 comentários