Crônica: Com licença senhor, nós nos conhecemos?

21:20


A gente realmente fica bonitinho junto. Aquele casalzinho que todo mundo chama de fofo, que tanta gente inveja, que tanta gente apoia... É engraçado como você também acha que “ser bonitinhos juntos” basta. Quando a cortina se fecha, o que resta da peça lá atrás? Às vezes eu me sinto um tanto culpada por pensar assim, vendo como você está totalmente feliz com isso tudo. Nem mesmo é capaz de perceber a barreira entre nós. Tanta gente foi capaz de atravessar, mas você parece nem notar que realmente há algo a ser atravessado. Não é, afinal, como se tudo fosse uma farsa pra mim. É só que poderia ser tudo tão melhor, tão menos... Superficial.

Você faz alguma ideia de quem eu realmente sou? É tão pouco esforço, o que precisaria ser feito. Bastava perguntar, ou apenas prestar atenção. Você saberia dizer quem é a minha inspiração? Ou minha música preferida? Qual a estação do ano em que me sinto mais confortável, você tem alguma ideia? O maior sonho, a pior mania, o melhor lugar do mundo para se estar? É... Tanta gente sabe, mas você não. E logo você, que me faz tão bem, que me quer tão bem, a quem quero tão bem. Logo você não faz questão. Promessas? Perdi as contas de quantas foram feitas, de quantas já foram realizadas. Histórias, carinhos, discussões, medos, sonhos distantes. Tanto de nós! Juntos, uma boa equipe, um casal melhor ainda. Separados? Com licença senhor, nós nos conhecemos?

Eu não quero desistir, não posso desistir de nós dois ainda. Enquanto puder, estarei aqui, do seu lado, como sempre. Mas sei que não vou conseguir aguentar para sempre. Por favor, não demora.

PS: Um breve pedido de desculpas. Esse semestre começou puxado, mal estou tendo tempo para descansar, imaginem para escrever. Mas aos poucos as coisas vão melhorando. Não vou desistir desse mané, e também não irei desistir de vocês nunca - então, por favor, não desistam de mim. 

Posts relacionados

0 comentários