Resenha: Deixe a neve cair

21:55

Meus livros do Green. Cidade de Papel com certeza o melhor <3

Deixe a Neve Cair reúne três contos de autores diferentes, porém que se passam na mesma data (o natal), na mesma cidade e que no fim acabam se entrelaçando. 

O Expresso Jubileu (Maureen Johnson) - fala sobre Jubileu, um garota com nome exótico que esperava passar o natal com seu namorado, mas um imprevisto com seus pais a faz ter que mudar os planos e ir comemorar a data com os avós. Porém, por causa de uma nevasca inacreditável na região, o trem no qual Jubileu viajava atola e ela se vê sozinha no natal numa cidade chamada Gracetown. Ela então resolve ir ao único estabelecimento aberto por ali, uma Waffle House, sem fazer ideia do que a aguardava por lá. Ou quem a aguardava por lá. 

É uma história bonitinha, sim, e eu adoro romances, mas ficou com o segundo lugar para mim. Tem uma coisa que é muito chata na história: a garota não para de falar do namorado, do quanto ele é perfeito, o que ele faz, como ele é, e blá blá. Eu já não aguentava mais ouvir falar sobre ele. Como se não bastasse, ela vive falando do sobre o nome dela também. Não tava legal, de verdade. Mesmo assim eu acabei curtindo o conto, até porque eu gostava do personagem que ela conhece na Waffle House (sem spoiler haha), então no fim eu daria três estrelinhas. 

Nessa mesma época eu li Zumbis x Unicórnios (talvez eu escreva sobre esse livro) e tinha um conto da Maureen Johnson por lá também, curti a coincidência. Ainda mais porque gostei da história dela sobre zumbis, então apagou qualquer má impressão :D

O Milagre da Torcida de Natal (John Green) - três amigos estão assistindo filmes na véspera de natal quando outro amigo liga chamando para a Waffle House porque tem um monte de lideres de torcida que vão passar a noite por lá, já que o trem delas atolou por causa da nevasca. Então começa o drama dos três para conseguirem chegar no destino a tempo, tentando enfrentar o tempo terrível. E essa tarefa parece quase impossível. 

Vi vários comentários do tipo "esperava mais do John Green". É, acontece. Mas achei que foi o melhor conto, por causa do humor da história. Acho que não tenho muito o que falar sobre esse, mas eu daria quatro estrelas. 

O Santo Padroeiro dos Porcos (Lauren Myracle) - Addie está sofrendo pelo termino do namoro, tanto que acabou fazendo algumas loucuras. Seu namoro com Jev teve fim depois que ela cometeu uma grande besteira. Mas ela se arrepende muito e envia um email se desculpando e pedindo que ele venha ao encontro dela. Porém por alguma razão Jev não aparece. Frustrada e perdida, Addie passa por uma grande crise existencial. E tem um ajudinha especial para se resolver. 

Já li livros em que a personagem era uma mala, mas não conseguia estragar a história (cof cof Hush-Hush), o que definitivamente não foi o caso desse conto. Que menina insuportável essa Addie, meu deus! Egocêntrica, dramática, egoísta. Não entendo como o namorado gostava dela, sinceramente, só podia ser ficção mesmo. Se bem que não é difícil encontrar gente legal com gente estúpida por aí... É um conto ótimo, a mensagem dele é bonita, mas a personagem principal é triste. Só faz besteira. Tá pior que eu hein. Três estrelas. 

A parte mais legal é a forma como os contos se interligam. Um puxa um fiozinho solto do outro e no final fica todo mundo feliz e reunido de certa forma, tipo final de novela da Globo, sabe, só que mais legal. A mensagem sobre a magia do natal passada pelo livro é algo bom também. Apesar de eu ter quase desistido de terminar de ler, valeu a pena ir até a última página.

Páginas: 336
Autor: Maureen Johnson, John Green e Lauren Myracle
Onde comprar: Saraiva
Avaliação: 3 estrelas


Postado por: Ana Letícia

Posts relacionados

0 comentários