Resenha: Zumbis x Unicórnios

11:41


Zumbis x Unicórnios é uma antologia onde há uma disputa para saber quem é melhor: Zumbis ou Unicórnios. A competição começou com as idealizadoras do livro, Holly Black e Justine Larbalestier, respectivamente defensoras dos Unicórnios e dos Zumbis. Elas decidiram reunir um grupo de escritores para criar contos sobre essas criatura, então o leitor pode decidir qual time leva a melhor. 

Time dos Unicórnios (Holly Black) 

O primeiro conto, A Mais Alta Justiça, não colabora muito com o time. É sobre uma princesa que é ajudada por um unicórnio e quer salvar sua mãe, que é envenenada, tendo justiça contra seu pai e amante. Não sei, não é ruim, mas não ganhou meu coração, sabe. Além de que acaba sendo meio confuso. Mas, assim como o segundo, relaciona aquela história de Unicórnios e virgindade. 

Falando no segundo, ele é altamente desnecessário. Teste de Pureza. Uma garota chata e um unicórnio salvando filhotes. No final tudo fica lindo. É uma história pobre. 

Mil Flores é perturbador, sério. Além de ser uma das melhores histórias. Um homem acaba preso depois de encontrar a princesa violentada na floresta, porque todos pensam que foi culpa dele. Ela realmente fica grávida, mas é quando a criança nasce que vem a parte perturbadora. Muito bom. 

Gostei de bastante de O Cuidado e a Alimentação de seu Filhote de Unicórnio Assassino. Achei que daria muito mais que um conto. Uma garota leva um filhote de Unicórnio para casa, mas seus pais (e todo mundo) odeiam essas criaturas. Isso porque na história eles são assassinos terríveis. Mas ela simplesmente não consegue desapegar do seu.

Esse conto ridiculariza os Unicórnios, mas faz isso de um jeito que nos faz gostar deles. Em Princesa Bonitinha, a garota ganha um de presente de aniversário e não gosta nada disso, mas até que ele acaba sendo bem útil. É engraçado. 

A Terceira Virgem também é meio perturbador. O Unicórnio da história é um ser horrível viciado em sugar vidas que tenta se matar para parar com isso, o que não é possível já que ele é imortal. Até que ele encontra uma garota que fala tudo o que ele precisava ouvir. 

Time dos Zumbis (Justine Larbalestier) 

Love Will Tear Us Apart é cheio de romance, ação e tem música por todo lado. E o final é ótimo. Mas se você for homofóbico, por favor, não leia! (e não exista rs) 

Buganvílias, apesar de eu não curtir a protagonista nem o final, é muito bom. Fica alternando entre Antes e Depois e é bem imprevisível. Iza e sua família vão morar em uma ilha para sobreviver a apocalipse zumbi, mas está se tornando cada vez mais impossível se proteger da ameaça. E aguentar a pressão. 

O terceiro conto não é o melhor, mas eu gostei muito também. As Crianças da Revolução fala sobre uma garota que, perdida em outro país por culpa do namorado idiota, acaba servindo de babá para os filhos super estranhos de uma celebridade. Então descobre que essa gente tem hábitos e crenças estranhas... 

Inoculata é outro conto não recomendado para quem tem probleminha com homossexuais. Um grupo de amigos que cresceram se protegendo do mundo lá fora, dominado por zumbis, acaba mudando um pouco as coisas. E mudando a si mesmos também. 

Mãos Geladas explica o aparecimento de Zumbis por causa de uma maldição. Eles vivem de boas com as pessoas vivas, mas ninguém dá a eles a menor atenção. Isso pode mudar no final... 

Em A Noite do Baile apenas os jovens sobreviveram a infecção. Então eles cuidam da cidade, até o dia em que rola um baile e algo fora dos planos da protagonista acontece. É legalzinho, mas achei o final meio vago. Ou eu que não entendi apesar de ter lido umas três vezes, sei lá. 

Desde o começo eu estava inclinada para o time dos Zumbis, confesso, e foi deles que gostei muito mais. Porém algumas histórias sobre Unicórnios também são realmente boas! É verdade que as duas criaturas são bem clichês, mas não tem pra quê ter preconceito, dá pra escrever contos maravilhosos sobre elas. Afinal, estamos falando de escritores talentosos! 

Os Unicórnios também têm muitos defensores pelo que li em resenhas por aí. Acho que essa competição está longe de ter um fim haha

Outros detalhes legais são que os contos dos times são intercalados, então você vai alternando entre eles. E a Holly e a Justine sempre fazem uma introdução, tentando defender seu time e passar as impressões sobre a história nas páginas seguintes. É tanto conto que tem para todos os gostos! É uma boa leitura, com certeza. 

Páginas: 388
Autor: Garth Nix, Alaya Dawn Johnson, Naomi Novik, Margo Lanagan, Maureen Johnson, Diana Peterfreund, Scott Westerfeld, Meg Cabot, Cassandra Clare, Kathleen Duey, Libba Bray, Holly Black e Justine Larbalestier 

Onde comprar: Saraiva

Avaliação: 4 estrelas



Postado por: Ana Letícia

Posts relacionados

0 comentários