TAG 14 Coisas / Mudança da Babi

13:18


A Suzana, do blog Adolecentro (créditos a ela!), começou essa tag para compartilhar como foi o ano dela e desabafar um pouco como andam as coisas. Eu quis fazer também para falar sobre 2014 e aproveitar para contar uma novidade um pouco triste e deixar minha mensagem para a Bárbara. Mas espero que vocês também reflitam sobre tudo que rolou nesses últimos trezentos e tantos dias, e o que querem levar para os próximos porque, mesmo que muita gente não coloque fé, essa é uma atitude muito importante :)

1. Qual foi a melhor coisa que aconteceu pra você em 2014?

Aconteceram muitas boas coisas esse ano, na verdade. Minha festa de 15 anos foi algo muito bom, minha aprovação no IF (mesmo com os contratempos), os dias aleatórios e divertidos que passei. 2014 foi massa. 

2. Qual foi a pior coisa que te aconteceu em 2014?

Aconteceram coisas bem ruins em 2014 também. Não passar no IF de cara foi uma delas, já que era um sonho pra mim e eu sofri bastante até chegar a suplência e eu, surpreendentemente, conseguir passar. Mas foram 3 meses bem decepcionantes para mim. Naturalmente tive outros problemas também, mas acho que esse foi o pior.

3. Um momento marcante de 2014?

Tive algumas experiencias bem marcantes, algumas que posso falar, outras que não. Não sei se consigo eleger uma =)

4. Um momento não marcante de 2014?

Se não é marcante como vou lembrar? -q 2014 foi um ano marcante, por ter sido tão bom e ruim ao mesmo tempo. É disso que eu lembro.

5. A melhor música de 2014?

Não me façam perguntar assim, por favor! Haha. Ah, eu não sei qual é a melhor música do ano. Eu gosto de muitas músicas e às vezes nem sei de que ano é, o artista, o CD, essas coisas.

6. O melhor clipe?

Gente, não sei escolher essas coisas "o melhor". Posso citar um bom filme desse ano? Acho que todo mundo que aprecia o amor sem se importar com preconceitos curtiu Hoje Eu Quero Voltar Sozinho.

7. Um alguém que fez 2014 valer a pena?

Conheci muitas pessoas especiais esse ano e, graças a Deus, consegui manter as mais importantes por perto também. Meus amigos, minha família, todo mundo que me faz bem. Essas pessoas fizeram 2014 valer a pena.

8. Alguém que te decepcionou?

Eu me decepcionei comigo mesma acima de todas as outras pessoas, e muito. Se alguém mais me decepcionou esse ano, isso certamente ficou para trás, porque eu não quero levar nenhum tipo de rancor para 2015. 

9. O que você faria novamente?

Olha, isso é difícil de responder. Se fosse em outra situação no futuro eu certamente não repetiria os mesmos erros. Mas se fosse para voltar ao passado eu faria tudo do jeitinho que fiz, por mais merda que tenha sido, porque no fim isso serviu para me ensinar algo. 

10. O que mudaria?

Eu teria agido diferente em algumas situações, mais sensata eu acho, mas não queria que alterasse o resultado das coisas, seja ele qual for.

11. A melhor selfie do ano?

Essa com certeza.


12. Um desejo que realizou em 2014?

Mudar de escola. Sério, eu queria sair do meu antigo colégio desde que entrei praticamente. Conheci ótimas pessoas lá, mas talvez por ter passado 90% do meu ensino fundamental sendo meio "cdf excluída" e por ter muita gente idiota/metida/fdp lá, desenvolvi meio que raiva daquele lugar. Mas sinto muita saudade de alguns professores <3

13. Uma meta que cumpriu?

Consegui manter o blog. É uma meta para muitos anos, eu espero. 

14. O que espera de 2015?

Eu estou fazendo de tudo para não esperar nada de 2015, justamente por ter esperado tanto de 2014 e ter quebrado a cara, apesar de ter rolado coisas maravilhosas totalmente fora dos meus planos. Nunca sai do jeito que a gente espera, não é? Quero que seja um ano de muita luz e paz, que eu e meus pais tenhamos saúde, e que as coisas continuem se encaminhando. Mas não vou fazer grandes metas, simplesmente quero deixar as coisas fluírem. Só vou tentar me dedicar ao blog, aos meus pais, a procurar ser alguém melhor, a escrita e a tudo que estiver ao meu alcance que possa me fazer bem. Ah, e desejo a todazinimigas vida longa, para que elas possam ver a cada dia mais meu brilho estelar enquanto desbravo galáxias por aí. 


Queria aproveitar esse post para contar para quem ainda não sabe: a Babi se mudou para outro estado. Agora somos eu e Tuane em Natal, e a Bárbara lá em Curitiba. E eu vou utilizar esse espaço para escrever para ela o que eu não quis escrever na foto que postei no Instagram (@analeticiadantas). E ia esperar para escrever na carta que vou mandar (dependendo do preço, posso até mandar todo mês!), mas por via das dúvidas vou escrever por aqui mesmo. 

Babi, 

Eu sempre soube que esse dia chegaria, mas não pude deixar de ficar surpresa quando você anunciou que iria se mudar. Queria ter te feito uma despedida melhor, mas 1° não sou boa com essas coisas sentimentais (nem sei como estou escrevendo isso) e 2° a gente ficou meio afastada nos últimos tempos. Na verdade, acho que nossa despedida aconteceu quando mudei de escola, mesmo que não precisasse disso.

Você é otária. E acho que vou conseguir encontrar todas as respostas sobre as grandes questões do universo que orbitam minha mente, mas nunca serei capaz te de entender. Apesar de que no fundo eu sei que te conheço muito bem. Você é louca, imprevisível, tem umas idéias meio fora da realidade e é teimosa que só. De alguma forma somos muito parecidas e tem aquela história da gente pensar ao mesmo tempo (risos), mesmo com todas as diferenças. Mas você é uma das pessoas mais especiais que já conheci. Que mais me fazem bem. Sério, você sempre me faz muito bem. Às vezes me sinto sozinha (confissões) porque poucas pessoas têm a sua paciência para me escutar, apesar de eu me esforçar para ser atenciosa com todo mundo. Você sempre tem algo bom a dizer, sempre está ali para escutar, sempre tem conselhos reais. Mesmo sendo louca e tendo isso de parar de falar com a pessoa do nada de vez em quando (atitude que machuca muito, quero que saiba), você ilumina qualquer um que esteja ao seu lado e por isso todo mundo que estar nesse lugar (menina pop).

Faça amiguinhos em Curitiba. Isso é uma ordem, viu? Seja muito feliz aí, ou pelo menos tente. Mas não vá gostar demais, porque ainda te quero por aqui. Vou falar muito "boe" no Skype para você não perder o sotaque, e sim, eu sei que esse é o seu pior pesadelo. Sempre que você voltar vamos te receber com todas as coisas boas que eu garanto que só o nordeste e Natal tem u.u. Tentarei te visitar e nós com certeza trocaremos cartas, até porque eu sempre quis receber uma. 

Vamos encarar a coisa de forma positiva, então, por favor, não fique triste. Eu, Victor (vou ficar de olho nele u.u) e todas as pessoas que você cativou por aqui estão torcendo por você e pela sua família, que inclusive é maravilhosa. Se vocês foram embora, foi por uma boa razão, então vamos esperar que seu período em Curitiba seja ótimo. Aproveite ao máximo, nada de ficar se trancando no quarto, porque os quilômetros de distância não vão me impedir de continuar colocando juízo nessa sua cabeça de vento.

Vou parar por aqui, porque já está suficientemente sentimental (lê-se guei). Não ficou emocionante, nem inspirador, mas eu fui sincera com essas palavras. Espero que você nunca esqueça de nós, de Natal. Não se esqueça de mim! Divulgue bem muito o blog e se dedique a fazer coisas que te façam bem (e estude). Que você e sua família tenham muita paz em 2015, que dê tudo certo. E não vamos perder contato, OK? Obrigada por ser minha amiga. Te amo.

Feliz ano novo, galera <3


Postado por: Ana Letícia

Posts relacionados

0 comentários