#PTM Say Something

14:16

Ok, eu aceito as broncas, sei que não estou me dedicando com frequência ao Projeto Texto Musical. Acho que já disse isso em algum dos textos do projeto, mas é que não é fácil. Escrever sobre a Luana, que é bem difícil, ainda é mais fácil do que isso aqui, porque tem que vir de dentro. A participação da música é mais um adicional, uma forma de facilitar aquilo que quero pôr pra fora. Na verdade, às vezes não é, mas estamos sempre falando da maioria das situações. Uma exceção interessante é o último texto postado pela Ana, "Adeus". De qualquer modo, enrolação a parte, aí está. Se esse é baseado na música ou na realidade? Fica para que vocês especulem sobre. :}

Música: Say Something - A Great Big World ft. Christina Aguilera

Trecho: [Refrão] Say Something, I'm giving up on you // Diga algo, estou desistindo de você. 


Eu não conseguia mais segurar as lágrimas, muito menos a dor que se escondia junto delas. Minha mochila estava feita, meu café já havia esfriado. Eu teria ido a qualquer lugar por você, mas quando que isso foi realmente relevante? Eu pisaria no meu orgulho, escalaria montanhas, faria todo dia aquela torta que você gosta. Suficiente? Temo crer que não.
Mas agora estou aqui, é sua última chance. A porta ainda não se fechou, ainda não saí mundo a fora com a minha mochila. Coube tudo em uma mochila, você acredita? As lembranças de mim mesma, e ainda as de nós dois. Além daquele livro surrado, um casaco fino e um cobertor felpudo. Engraçado como algo que foi tão grande, vira algo tão pequeno quando acaba.

Ainda há tempo! Vamos, eu consigo enrolar mais dez minutos. Digo que estou tendo apenas a certeza de que não estou deixando nada para trás – como se eu não soubesse que, sim, estou. Afinal, você está ficando, assim como aquilo que sobrou do meu coração. Posso mentir, posso fingir. Quantos posso eu amar de uma só vez? Entretanto, aqui estou, e é apenas você a quem amo. Ainda há tempo... Diga alguma coisa, estou desistindo de você, de nós dois, por que insiste em ficar aí, encostado na parede, de olhos baixos e indiferentes? 

Poderia gritar, poderia enfiar na minha cabeça de que nada significou nada, mas sentando naquela mesma cama, que presenciou tantas promessas, sei que não é bem assim. Mas agora não importa. Pego a minha pequena mochila, onde tudo que tenho está guardado, e olhando para tudo uma última vez. Levanto e lentamente caminho em direção ao ponto final, reparando e revivendo tudo, guardando tudo na minha mais caixa de mais doces lembranças. Lamentando, decidi. Acabou. É quando finalmente paro e olho mais uma vez para você. Acabou? Diga algo, é tudo que peço! Estou desistindo de você e não vai fazer nada além de olhar? Você abre a boca, como se estivesse prestes a dizer qualquer coisa, e eu espero. Mas você se cala, e é isso. Um último olhar de súplica, por favor, diga algo...

You didn’t, so I give up.

Posts relacionados

0 comentários