A culpa é mesmo das estrelas?

12:00

Eu entrei no tumblr em 2011. De lá pra cá, tanto eu quanto minha rede social favorita mudamos bastante, e com isso, meus tumblrs favoritos foram mudando também. Eu já fui do comédia para o depressivo, do depressivo para o romântico e do romântico para o mais, digamos, ousado.  Hoje eu tenho um amor inexplicável pelos textos do Inverbos, cuja assinatura é o título desse post, "a culpa é mesmo das estrelas?". Então, hoje eu estava descendo pela minha dash e me deparei com mais um desses que mexem comigo e meu coraçãozinho molenga, decidi que tinha que compartilhar com vocês. Enjoy.

Saudade


O tempo passou e levou as memórias ruins embora. As noites sozinho secaram as mágoas, enquanto as músicas não paravam de dizer seu nome. A saudade matou o orgulho, e foi a única coisa de você que sobrou. Saudade do tempo em que você estava comigo todos os dias, e dava um jeito de aparecer mesmo depois que eu te mandava embora. E agora que você foi de vez, me pego te querendo perto todos os dias. Querendo ouvir sua voz baixa no meio da noite pedindo carinho. Teu cheiro suave e manias que eu aprendi a perdoar. Querendo que quando tudo ficar difícil você apareça de mansinho e fique ali, do meu lado. Mesmo sem dizer nada, você sempre me entendeu. Me entendeu demais, eu te entendi de menos. Me perdi no tempo e o tempo tomou você de mim. E o que sobrou, agora, é apenas saudades. Apenas algumas fotos me lembrando o quanto você era perfeita de todas as formas. De como você me abraçava sempre que eu precisava, mesmo quando nem mesmo eu queria aceitar que precisava. E me esperava voltar pra casa, quando em meio as minhas crises eu desistia por um momento de tudo. Você me escolheu para ser seus melhores anos, e eu te abandonei quando os meus começaram. E sobrou saudade. E sinto saudade. E tem muita saudade dentro de tudo que eu sou. E sei que não vai voltar, mas com toda certeza do mundo, como você sempre fez, vou estar esperando você voltar para casa. Vou te guardar na alma.


Créditos do texto.




Posts relacionados

0 comentários