Texto dos leitores: Sinta-se livre para ir embora

21:10


Sobre esse texto: foi escrito por uma amiga minha para uma pessoa numa situação específica, sem intenção alguma de ser postado, mas eu gostei por ser 100% sincero e pedi permissão para ajustar e publicar <3

Eu devia ter te falado antes, é algo que eu já tinha me preparado para dizer. Só não disse porque havia um conjunto de variáveis e informações que eu precisava reunir e estava avaliando para ter respaldo sobre minha decisão, para não acabar perdendo algo que realmente poderia valer a pena. Primeiro, acho que eu deveria pedir desculpas por não ter falado sobre isso antes ou por ter adiado até agora, mas antes tarde do que nunca. Quero você saiba que, se eu fiquei com você, é porque, livre de qualquer forma, eu quis isso, então, por mais que eu viesse pensando sobre essa situação, em nenhum momento foi falso, até porque eu não ajo sob pressão, sou de tocar o foda-se mesmo, independente de qualquer coisa. Sou por mim e pelo que eu quero, repudio a falsidade e seus afins. 

Só acho que nunca deveria ter acontecido, porque nem nos conhecemos. Foi pelo calor do momento; Eu geralmente demoro muito e avalio várias coisas antes de decidir se vale ficar com alguém, e com você eu não fiz isso, eu só fui. Porque você queria, e eu queria também, então pensei "porque não?". Eu não te conhecia o suficiente para poder responder essa pergunta, mas fui. E esse foi o erro. Mas aconteceu e foi bom enquanto durou. 

Portanto, não quero que pense que, já que eu vinha pensando em "terminar" essa coisa que nem chegou a começar, eu vinha ficando com você porque eu me sentia obrigada. Foi sempre porque eu quis mesmo, porque a partir do momento que eu me sentisse obrigada, eu já teria certeza de vir aqui e acabar qualquer coisa. Pois seria injusto tanto com você quanto comigo. Agora sinto a necessidade de ser sincera com você, porque não quero que se engane sobre mim, ou sobre nós. Acho que diante das coisas vale a vez de esclarecer.

Não quero te magoar ou te deixar chateado de alguma forma, nunca foi minha intenção, mas também senti que isso estava por acontecer se continuássemos, porque eu que não sou apaixonável. E não seria válido, porque sou eu quem não vale a pena. Eu que sofro com demonstrações de afeto em público, flores, carinho, amorzinho, nhenhenhem, beijinho e agarrado, com emojis, frases fofas ou até telefone sem fio. Eu sou tosca, estranha, seca, vazia e fria. Eu não me apaixono, só sei amar platonicamente, não estou pra jogo e nesse modelo seria difícil de mudar. E isso, eu deveria ter deixado claro desde sempre. 

Sinto que não nos conhecemos, não o suficiente, não como deveríamos, não como realmente somos. Às vezes penso que te passei uma imagem errada sobre mim, ou que você só viu o que queria ver, e que eu não sou. Às vezes acho também que você passou uma imagem que não te cabia para mim, por isso mencionei aquela vez que queria que fosse realmente quem é. Mas se é você assim mesmo, tudo bem. Você é quem é. Só eu talvez não seja como você me vê. Mas em todo momento eu fui eu mesma e fiz o máximo pra te passar isso, da melhor forma, e eu quis perceber isso em você de volta. 

Acho que vale muito sim continuarmos conversando, e construir essa amizade que deveria ter existido antes de tudo. Antes de qualquer "nós", deveria ter existido eu para você ou você para mim, nós como amigos. E quero isso. Não quero que sejamos como estranhos, independente de qualquer passado. Quero que continuemos nos falando, abraçando e nos tornemos amigos. Você é uma pessoa maravilhosa, muito gente boa e não quero que saia da minha vida, então que fiquemos de boa. 

Você achou que talvez estivesse se apaixonando, eu também percebi isso sobre você. E seria muito errado da minha parte querer ter prender, ou querer te manter comigo, quando eu não estava disposta a me doar da mesma forma, quando eu não me sinto livre quanto à isso, quando a gente mal se conhece, quando não vai ser recíproco. Quando eu não confio em você, ou quando você mantém relações paralelas enquanto fica comigo (sim, eu sei das suas amiguinhas), mas não me importo. Você não sabia o que eu queria ao certo e manteve uma 'garantia' e eu não tenho o direito de te cobrar nada, mas não é sobre exclusividade, é sobre caráter. Eu aprecio a sinceridade mais do que qualquer coisa,

Mas é isso, estamos acabados, estou de boa, sinta-se livre de qualquer compromisso que poderíamos ter assumido. Ele acaba aqui. Adeus.


Postado por: Ana Letícia

Posts relacionados

0 comentários