Resenha: The D.U.F.F.

14:59



Aqui estava eu vendo um filme quando me deparo com "D.U.F.F.", aquele tipo de filme que você olha e não da nada de início. Eu sou uma pessoa bem curiosa quando se trata de filmes, então sentei, peguei minha pipoca e a apertei o play no Popcorn Time. O filme começou como qualquer filme de adolescente americano, falando sobre inseguranças e popularidade. Mas a partir da metade desse filme de Josh A. Cagan com direção de Ari Sandel me deixou com olhos, ouvidos, mente e coração aberto.

O filme conta a história de Bianca(Mae Whitman), uma adolescente comum e aplicada nos estudos. Ela e suas melhores amigas Casey (Bianca Santos) e Jessica (Skyler Samuels) são convidadas para a festa da passivo-agressiva e agressivo-passiva Madison. E o desenrolar da história começa quando seu amigo de infância Wes a diz que ela é a tal da D.U.F.F ou Designated Ugly Fat Friend, ou seja uma amiga feia para que elas se pareçam ainda mais bonitas em comparação. O que revolta Bianca a fazendo brigar com suas amigas e pedir ajuda para Wes para não ser mais "A" D.U.F.F.

O clima de humor do filme segue como o modelo de "Mean Girls" e "Easy A", a história se desenvolve muito bem.  O filme prendeu minha atenção quando o professor de Bianca a falou: "Já ouviu dizer que a caneta é mais forte que a espada?", como uma forma de conselho para qual o Ciberbullying que ela estava sofrendo. Foi a partir desse momento que me ajeitei na cadeira para ouvir melhor. De início o filme parece mais um daqueles que você tem que mudar para ser aceita, mas The DUFF vai por um caminho totalmente diferente que isso. Fala sobre aceitar a si mesmo, suas inseguranças. Fala sobre se empoderar, sobre ouvir as críticas, mas nem sempre aceita-las ou acatá-las. Fala que sempre vai haver alguém mais "bonito" ou "magro", mas isso nunca, JAMAIS, pode tirar seu valor.

O que me impressionou no filme em si foi a auto-afirmação de Bianca. No fim não importava que realmente a megera continuasse sendo a rainha do baile, os estereótipos nunca morrem, o que importa de verdade é que Bianca se tornou a rainha dela mesma, sua autodepreciação e falta de confiança nunca mais serão um problema tão ruim pra ela. Passo 6: Apodere-se, mostre coragem.

Postado por: Tuane Peres


Posts relacionados

0 comentários