Era uma vez Ele, era uma vez Ela

14:06


Segundo a versão dele, foi no casamento de um amigo em comum, em outra cidade, que essa história de amor começou. Os dois já eram conhecidos, e Ela vivia correndo atrás dele. Não era de se espantar, afinal, Ele era o melhor dos partidos, e Ela, coitada, não tinha mais espaço em seu guarda-roupas para a sua coleção de imagens de Santo Antônio. Foi nessa noite que, após tantos rodopios pelo salão, o modesto rapaz finalmente resolveu ceder aos encantos daquela moça. Quando a festa acabou, uma troca de telefones garantiu que eles não perdessem o contato. E, de fato, nunca perderam.

Já a versão dela deixa detalhes cômicos e de carácter duvidoso de lado. Na verdade, começa um pouco triste. Desse lado da história, Ela estava passando por um dos momento mais difíceis da sua vida. Endividada, não tinha ânimo nenhum para festas e pensou em nem ir ao casamento. Mas seu amigo a animou, garantiu que Ela não teria que pagar nada, e ainda aconselhou "você precisa conhecer gente nova". Convencida, a moça aceitou o convite. Acaso ou destino, eu não sei, mas essa foi claramente a escolha certa a fazer. 

Ela diz nunca ter brilhado tanto em uma noite. Foi ao casamento em uma van com três rapazes no banco de trás, incluindo Ele. Ela, tímida, nem sabia ao certo como reagir. Os três sentaram-se com Ela na festa, mas não a deixaram ficar um minuto sequer na cadeira. Eles queria dançar. Ela queria esquecer os problemas. No fim da noite, Ele foi o que mais roubou a cena. Selaram o encontro com um beijo e trocaram telefones antes de ir embora. "Depois disso, Ele foi a minha casa pela primeira vez, e então nunca mais parou de ir".

Um amigo fura olho ainda tentou intervir. Mas nem esse cara, que também esteve na festa e era louco para namorar com Ela, conseguiu pôr abaixo o romance dos dois. Meses depois, o casal estava de frente para os pais dela, Ele pedindo a mão da moça e Ela sem se aguentar de felicidade. Para essa história, também há duas versões. Segundo Ela, seu pai e o então noivo não controlaram as lágrimas, enquanto Ela e a mãe observavam a situação com humor. Já Ele conta que, certo dia, Ela lhe trouxe as alianças e fez um ultimato "ou pede agora, ou nunca mais!".  E outras línguas ainda espalham boatos sobre o rapaz se confundindo na hora de pedir a mão da amada, falando o nome da mãe dela sem querer e deixando o sogro com raiva... 

O casamento aconteceu na igreja do bairro onde foram morar, e a festa se resumiu a uma pequena reunião no salão paroquial. Era tudo doado ou emprestado, eles não tinham dinheiro para fazer nada mais que isso. Tempos depois, a filha, fruto do amor dos dois, veio ao mundo acrescentar mais amor a essa família que nasceu de uma noite dançando pelo salão. E há quem jure que, desde então, eles nunca mais foram dois. Tornaram-se um só. Um depende do outro, um suporta o outro, um é o outro, e os dois são pela criança que tiveram. Além de serem os melhores pais que alguém poderia ter. Acredite em mim, eu sei bem disso (:

O projeto Era Uma Vez reúne histórias de amor, de qualquer intensidade e de qualquer formato. Conheça mais sobre o projeto neste post, e nos envie sua história de amor através do email: cacadoradegalaxias@hotmail.com não seja tímidx <3

Postado por: Ana Letícia

Posts relacionados

0 comentários