Para ela e para todas

22:29

Imagem de mirror, eye, and grunge

Olha só, eu sei. Eu sei que você queria simplesmente deixar de existir. Eu sei que você não gosta do que vê no espelho. Eu sei que te preocupa o que ela pode pensar sobre você quando souber disso ou daquilo. Eu sei que você tem medo. Eu sei que você tem vontade de fugir. Eu sei que você não gosta dos seus sentimentos, dos seus gostos, dos seus jeitos e trejeitos. Eu sei que você não se orgulha da sua história. Eu sei que você pensa que não é o suficiente. Eu juro que sei.

Mas olha só... Quando eu penso em um mundo em que você não esteja, as coisas ficam num tom sépia, solitário e silencioso. Sei que daqui de onde estou não vejo nada, mas a vista ainda assim é sempre mais completa por conta da tua existência. Imagino sempre como deve ser difícil todo esse medo e essa preocupação, esse receio do que pode vir pela frente, esse pânico sobre o que pode acontecer se ela souber... Mas eu sei de tudo, eu te vejo por inteiro, e eu te amo sempre mais quando você me conta algo novo. Tenho certeza de que ela sempre vai te ver apenas com muito amor também. Eu também tenho sempre muito medo, de tudo. Se fugir, por favor, me manda o novo endereço e não deixa de me dar notícias. Se puder, me convida pra ir junto, é sempre um prazer te fazer companhia. Eu me orgulho muito de você, sou apaixonada por cada coisinha na sua personalidade e te tenho como inspiração. Você me transborda.

A vida costuma ser dura, meu bem. E ainda assim, você ainda está aqui. Isso pra mim já vale muito, e devia valer para você também. Às vezes as coisas saem do nosso controle, mas é nessas horas que nos entregamos para nós mesmos. É nessa hora que a gente não tem como fugir da verdade sobre quem somos, dos questionamentos que internalizamos, e das lágrimas que seguramos. Não é uma coisa ruim não, te entrega pra ti mesma! Te aproveita de ti.

Faz uma nova playlist e dança sozinha, canta alto no chuveiro, muda o penteado, customiza uma camiseta, muda de xampu, risca a parede, veja o último lançamento das telonas, veja um clássico do cinema, vê a lista do Oscar, vê os piores do ano, bagunça a cama, compra um rádio, quebra um relógio, grita na rua, sorri pra um estranho, chora tudo que tem pra chorar! Me liga, me grita, me escreve ou me ignora, se for o que te deixará melhor. Vive, minha querida, a vida que te espera tanto. Corre atrás de cada sonho, ou dá o pé na bunda de um pra abrir espaço para um novo que chega. Sorri, chora, sorria e chore muito.

Você tem muito o que oferecer para o mundo e, mais importante ainda, o mundo tem muito o que oferecer pra você. Eu quero muito poder acompanhar teus passos, do teu lado, te admirando. Você é extremamente admirável. Você tem um superpoder: ser extraordinária. Jamais se esqueça.



Postado por: Bárbara Andrade

Posts relacionados

1 comentários

  1. Como você(s) consegue(m) escrever, sempre, aquilo que eu preciso ouvir? Por favor não pare(m) de escrever

    ResponderExcluir